terça-feira, 9 de abril de 2013

ESTRATÉGIAS PARA VENCER AS TENTAÇÕES

TEXTO-BASE: Hebreus 4:15

Jesus “a si mesmo se esvaziou" (Fl. 2:6-8). Ele abdicou de todas as vantagens de sua natureza divina para assemelhar-se a nós (Hb. 2:17), tomando sobre si a natureza humana com todas as suas propriedades essenciais. Os teólogos classificam como União Hipostática: Jesus 100% Deus e Jesus 100% homem, ou verdadeiro Deus e verdadeiro homem.
        Jesus foi levado ao deserto para ser tentado pelo “diabolos”, que significa difamador, que acusa com falsidade, caluniador, que faz falsas acusações, que faz comentários maliciosos. O diabo é o acusador: ele sempre está disposto a levantar acusações contra o crente.
Precisamos entender a tentação de Jesus no deserto como um divisor de águas. O teste pelo qual Jesus passou no deserto serviu para autenticar sua missão redentora. Após este período de preparo, Ele volta para a Galiléia, chama os discípulos, começa a pregar e a curar, dando início ao Seu ministério que culminaria na cruz do Calvário.
Jesus estava vulnerável após este prolongado período de jejum. Mesmo assim o seu foco foi agradar a Deus, apesar da insistência de Satanás. Na tentação no deserto, Jesus se identifica conosco. A Sua postura neste momento crucial de teste, nos ensina como lidar com as artimanhas do tentador.

PARA SERMOS VITORIOSOS NAS TENTAÇÕES,
ALGUMAS ESTRATÉGIAS SÃO ESSENCIAIS


1) PARA SERMOS VITORIOSOS NAS TENTAÇÕES, PRECISAMOS CONHECER A PALAVRA DE DEUS

Jesus citou em todas as respostas a Satanás textos do livro de Deuteronômio. Quantos já leram e conhecem um pouco do livro de Deuteronômio?  Muitos crentes são analfabetos em Bíblia. Conhecem a respeito de história, filosofia, física quântica, partículas cósmicas, mas não sabem explicar com segurança um princípio bíblico. Satanás conhece muito de Bíblia, foi por isso que Ele usou um texto das Escrituras, Salmo 91:11. Mas ele distorce o que está escrito, isolando textos da Bíblia para levar o crente a pecar contra Deus.
“Está escrito” deveria ser uma frase constante em nossos lábios. O que a Bíblia diz a este respeito? O que Deus nos ensina na Sua Palavra? Quando Deus fala, eu me calo, e faço o que é requerido. Estudar a Bíblia é um sinal de que queremos depender de Deus para as enfrentarmos as diversas situações da nossa vida. O homem viverá da Palavra que procede da boca de Deus. “Lâmpada e luz” são ilustrações da clareza que a Bíblia nos oferece neste mundo envolto em trevas. Precisamos ser crentes que amam a verdade, voltando toda nossa atenção para o que Deus nos diz em Sua Palavra. Jesus disse que erramos por não conhecermos as Escrituras. Obviamente, o mero conhecimento não nos levará a lugar nenhum se não for acompanhado de prática diária (Mateus 7:24-27).


2) PARA SERMOS VITORIOSOS NAS TENTAÇÕES, PRECISAMOS ENXERGAR ALÉM DO MOMENTO
 

Satanás nos oferece alguns atalhos para termos satisfação imediata. Na tentação de Jesus, o tentador ofereceu pães (satisfação física), fama, glória e poder de um modo mais fácil. Jesus deveria apenas prostrar-se, abrir uma pequena concessão e receber as vantagens.
É o sexo antes do casamento (Fornicação), de um casal de namorados que pensa equivocadamente que o amor só pode ser demonstrado em contato sexual. É o sexo fora do casamento (Adultério), do cônjuge que pensa que sua vida conjugal está em declínio, que precisa de “um fôlego” e experimentar novas aventuras. São estas propostas que oferecem satisfação imediata e cegam a visão para as terríveis consequências do pecado.
As tentações sempre nos colocam diante de situações que oferecem resultado imediato, mas que trazem prejuízo certo com o passar do tempo. Se desejarmos de fato agradar a Deus, precisamos enxergar que as concessões pecaminosas feitas hoje trarão enormes dificuldades para o nosso viver. Pequenas concessões à carne e ao diabo nos prendem numa espiral descendente. Muitos estão presos numa vida de pecado porque abriram concessões, e querem usufruir apenas o momento.


3) PARA SERMOS VITORIOSOS NAS TENTAÇÕES, PRECISAMOS APRECIAR DEUS COMO O SUPREMO VALOR

Jesus foi tentado com as propostas de Satanás a apreciar outros valores como mais preciosos que o próprio Deus. Em todas as tentações há um convite implícito para que Jesus deixasse de lado a Supremacia do Senhor e a trocasse por ninharias. Este ensino traz à memória o texto em Jeremias 2: 12-13 “Espantai-vos disto, ó céus, e horrorizai-vos! Ficai estupefatos, diz o Senhor. Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas.” Deixar o manancial de águas vivas e cavar cisternas rotas é trocar o Supremo valor de Deus pelas ofertas passageiras do pecado.

Todo pecado é adoração a algum ídolo. E ídolo é tudo aquilo que rouba a supremacia de Deus em nosso viver. Ou Deus será o primeiro em nosso viver ou não será o nosso Deus. O salmista Asafe cantou: “Quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me compraza na terra.” (Sl. 73:25). E Davi: “Digo ao Senhor: Tu és o meu Senhor; outro bem não possuo, senão a ti somente.” (Sl. 16:2) 


ESTRATÉGIAS PARA VENCER AS TENTAÇÕES
AULA EBD JOVENS IBR JARDIM AMAZONAS

Nenhum comentário: